sexta-feira, 23 de setembro de 2011

Barroco Tropical, de José Eduardo Agualusa, nomeado para o Prémio Courrier International


O romance Barroco Tropical, de José Eduardo Agualusa, acaba de ser nomeado para o Prémio Courrier International do melhor livro estrangeiro. O Prémio, criado em 2008, distingue um romance estrangeiro editado em França nos últimos 12 meses que testemunhe "a condição humana numa qualquer região do Mundo". O vencedor será anunciado no próximo dia 20 de Outubro. Barroco Tropical, editado pela Dom Quixote em Junho de 2009, foi publicado, no ano seguinte, em França, pela Métailié, com tradução de Geneviève Leibrich.



Em Barroco Tropical a história desenrola-se a partir do momento em que uma mulher cai do céu durante uma tempestade tropical. As únicas testemunhas do acontecimento são Bartolomeu Falcato, escritor e cineasta, e a sua amante, Kianda, cantora com uma carreira internacional de grande sucesso. Bartolomeu esforça-se por desvendar o mistério enquanto ao seu redor tudo parece ruir. Depressa compreende que ele será a próxima vítima. Um traficante de armas em busca do poder local, um curandeiro ambicioso, um antigo terrorista das Brigadas Vermelhas, um ex-sapador cego, que esconde a ausência de rosto atrás de uma máscara do Rato Mickey, um jovem pintor autista, um anjo negro e dezenas de outros personagens cruzam-se com Bartolomeu, entre um crepúsculo e o seguinte, nas ruas de uma cidade em convulsão: Luanda, 2020.

Sem comentários:

Enviar um comentário