segunda-feira, 12 de setembro de 2011

António Lobo Antunes é o tema de abertura da Temporada do Teatro Municipal São Luiz


A obra de António Lobo Antunes será o tema de abertura da Temporada do Teatro Municipal São Luiz, marcada para 15, 16 e 17 de Setembro, dias em que haverá espaço para espectáculos teatrais, cinema, lançamento de um livro e uma mesa redonda, na qual participarão Maria Alzira Seixo, Eduardo Lourenço e João Lobo Antunes. Um programa inteiramente dedicado ao escritor português sob o título Deste Viver Aqui Neste Palco Escrito.


Nas palavras de José Luís Ferreira, Director Artístico do São Luiz, "não se lê António Lobo Antunes. Viaja-se por dentro das suas ficções poéticas como quem se deixa transportar por um fio de memória. Vive-se empolgadamente, ou desoladamente, a acção dramática que a cada momento descola do exercício narrativo. Pode parece mental, mas é visual, teatral, cinematográfico, musical. Por isto e por tudo - porque Lobo Antunes é um dos grande autores universais e temos o privilégio de o ter connosco na mesma cidade onde vivemos, porque lê-lo é lermo-nos nas nossas vidas das últimas décadas, ou simplesmente porque é um prazer - faz-nos pleno sentido abrir a mãe de todas as temporadas, nesta casa das artes do palco, com um programa dedicado à literatura."


Dia 15 de Setembro, quinta-feira, às 21h00, será levado à cena Que Cavalos São Aqueles Que Fazem Sombra no Mar?, um espectáculo de Maria de Medeiros, baseado no livro homónimo de António Lobo Antunes, editado em 2009 pelas Publicações Dom Quixote. A adaptação, encenação e vídeo é de Maria de Medeiros e conta com a interpretação da própria, Gonçalo Távora Correia e Paxá, O Cavalo. Este espectáculo será repetido no dia 16 à mesma hora.

Ainda no dia 16, às 18h30, e dia 17, às 17h00, no Jardim de Inverno, José Neves fará uma leitura posta em som de Cartas de Guerra, livro que a Dom Quixote publicou em 2005, onde António Lobo Antunes faz um relato quase diário dos cerca de dois anos em que cumpriu serviço militar, em Angola, durante o período da Guerra Colonial. A concepção deste espectáculo é de José Neves com interpretação do próprio e de Teresa Sobral.

Para dia 17, às 15h00, no mesmo local, está marcada a sessão de apresentação do livro Facts and Fictions of António Lobo Antunes, uma obra que reúne mais de 20 artigos de vários estudiosos da obra do autor, nacionais e estrangeiros. Este livro é uma edição do Centro de Cultura e Estudos Portugueses da Universidade de Massachussets.

Também no dia 17, às 18h30, novamente no Jardim de Inverno, Maria Alzira Seixo, Eduardo Lourenço e João Lobo Antunes participam numa mesa redonda para discutirem e analisarem a obra de António Lobo Antunes.

Finalmente, às 21h30, na Sala Principal, é apresentado o filme de Solveig Nordlund, A Morte de Carlos Gardel, uma adaptação cinematográfica do livro do autor com o mesmo título, publicado pela Dom Quixote em 1994.
No filme, participam Rui Morrison, Carlos Malvarez, Teresa Gafeira, Celia Williams, Ruy de Carvalho, Joana de Verona, Elmano Sancho, Miguel Mestre, Ida Holten Worsoe, Carla Maciel, Diogo Dória, Teresa Faria, Cecília Henriques, Maria Arriaga, Albano Jerónimo e Maria João Pinho. Seguir-se-á uma conversa com a realizadora do filme, Solveig Nordlund, e o produtor, Luís Galvão Teles.

Sem comentários:

Enviar um comentário