segunda-feira, 19 de setembro de 2011

Novidades Oficina do Livro: "Angola (11 meses de cativeiro) - Luís Castro e Sérgio Vidal"

Angola (11 meses de cativeiro) - Luís Castro e Sérgio Vidal


Sobre o livro:
Este livro é a história desse sequestro e da sua libertação, mas é, sobretudo, o retrato humano de uma penosa reclusão de onze longos meses. Apesar das privações físicas e psicológicas, das saudades da mulher e dos filhos, da vida no mato em condições desumanas, o autor nunca baixou os braços e sempre acreditou que a libertação haveria de chegar. O resultado é Angola – 11 meses de cativeiro, uma experiência única que Sérgio Fidalgo tem a coragem de agora partilhar com o leitor.
No dia 24 de Maio de 2000, a Frente para a Libertação do Enclave de Cabinda-Forças Armadas de Cabinda (FLEC-FAC) raptou três operários que, ao serviço da empresa de construção civil Mota & Companhia, estavam a trabalhar naquele território. Sérgio Fidalgo é um dos empregados portugueses.
Na origem deste rapto está a recusa da FLEC-FAC em aceitar a soberania de Angola sobre Cabinda e a exigência do cumprimento do Tratado de Simulambuco, assinado em 1885, através do qual aquele território, com o acordo dos representantes dos povos de Cabinda, se transformou em protectorado de Portugal. Este argumento jurídico-diplomático está na base daquilo que as forças independentistas consideram decisivo para a resolução da situação. Após onze longos meses de negociações diplomáticas ao mais alto nível, no dia 3 de Abril do ano seguinte Sérgio Fidalgo é libertado.

Sobre os Autores:
Sérgio Fidalgo conhece o continente Africano desde a década de 1960, tendo trabalhado, entre outros países, no Gabão, na Costa do Marfim ou nos Camarões.
Em 2000, quando trabalhava em Angola, foi raptado e viveu então um dos momentos mais marcantes da sua vida. Esse trágico acontecimento não foi, no entanto, suficiente para apagar a sua paixão por África. Actualmente trabalha em Moçambique. Sérgio Fidalgo tem 65 anos.
Luís Castro é jornalista da RTP. Repórter de guerra, já fez a cobertura jornalística de mais de duas dezenas de conflitos em todo o mundo, de que se destacam o Iraque, Afeganistão, Angola e Timor. Já foi preso e esteve desaparecido. Actualmente é subdirector de informação da RTP.
É autor, entre outros, dos livros Repórter de Guerra e Porque Adoptámos Maddie, editados pela Oficina do Livro. Luís Castro tem 44 anos.

Angola (11 meses de cativeiro)
Luís Castro e Sérgio Vidal
PVP 13,90€
172 págs.

2 comentários:

  1. Livro muito entusiasmante!
    Recomnendo plenamente.

    ResponderEliminar
  2. De facto parece uma obra bastante interessante.
    A ter em conta certamente!

    ResponderEliminar